20 1Também estava lá um desordeiro chamado Seba, filho de Bicri, de Benjamim. Ele tocou a trom­beta e gritou: “Não temos parte alguma com Davi, nenhuma herança com o filho de Jessé! Para casa todos, ó Israel!”   2Então todos os de Israel abandonaram Davi para seguir Seba, filho de Bicri. Mas os de Judá permaneceram com seu rei e o acompanharam desde o Jordão até Jerusalém.   3Quando Davi voltou ao palácio, em Jerusalém, mandou confinar numa casa, sob guarda, as dez concubinas que tinha deixado tomando conta do palácio. Ele as sustentou, mas nunca mais as possuiu. Ficaram confinadas, vivendo como viúvas até a morte.   4E o rei disse a Amasa: “Convoque os homens de Judá e, dentro de três dias, apresente-se aqui com eles”.   5Mas Amasa levou mais tempo para convocar Judá do que o prazo estabelecido pelo rei.   6Disse então Davi a Abisai: “Agora Seba, filho de Bicri, será pior para nós do que Absalão. Chame os meus soldados e persiga-o, antes que ele encontre alguma cidade fortificada e, depois, nos arranque os ­olhos”.   7Assim, os soldados de Joabe, os queretitas, os peletitas e todos os guer­reiros saíram de Jerusalém para perseguir Seba, filho de Bicri.   8Quando estavam junto à grande rocha de Gibeom, Amasa encontrou-se com eles. Joabe vestia seu traje militar e tinha um cinto com um punhal na bainha. Ao aproximar-se de Ama­sa, deixou cair a adaga.   9“Como vai, meu irmão?”, disse Joabe, pegando Amasa pela barba com a mão direita, para beijá-lo.   10E Amasa, não percebendo o punhal na mão esquerda de Joabe, foi por ele golpeado no estômago. Suas entranhas se derramaram no chão, e ele morreu, sem necessidade de um segundo golpe. Então Joabe e Abisai, seu irmão, perseguiram Seba, filho de Bicri.   11Um dos soldados de Joabe ficou ao lado do corpo de Amasa e disse: “Quem estiver do lado de Joabe e de Davi, que siga Joabe!”   12Amasa jazia numa poça de sangue no meio da estrada. Quando o homem viu que todos os que se aproximavam do corpo de Amasa paravam, arrastou-o para fora da estrada e o cobriu com uma coberta.   13Depois que o corpo de Amasa foi retirado da estrada, todos os homens seguiram com Joabe em perseguição a Seba, filho de Bicri.   14Seba atravessou todas as tribos de Israel e chegou até Abel-Bete-Maaca,[A] e todos os bicritas[B] se reuniram para segui-lo.   15O exér­cito de Joabe veio, cercou Seba em Abel-Bete-Maaca e construiu contra a cidade uma rampa que chegou até a muralha externa. Quando o exér­cito de Joabe estava para derrubar a muralha,   16uma mulher sábia gritou da cidade: “Ouçam! Ouçam! Digam a Joabe que venha aqui para que eu fale com ele”.   17Quando ele se aproximou, a mulher perguntou: “Tu és Joabe?” Ele respondeu: “Sim”. Ela disse: “Ouve o que a tua serva tem para dizer-te”. “Estou ouvindo”, disse ele.   18E ela prosseguiu: “Antigamente se dizia: ‘Peça conselho na cidade de Abel’, e isso resolvia a ques­tão.   19Nós somos pacíficos e fiéis em Israel. Tu procuras destruir uma cidade que é mãe em Israel. Por que queres arruinar a herança do Senhor?”   20Respondeu Joabe: “Longe de mim uma coisa dessas! Longe de mim arruinar e destruir esta cidade!   21Não é esse o problema. Mas um homem chamado Seba, filho de Bicri, dos montes de Efra­im, rebelou-se contra o rei Davi. Entreguem-me esse homem, e iremos embora”. A mulher disse a Joabe: “A cabeça dele te será jogada do alto da muralha”.   22Então a mulher foi falar com todo o povo, dando o seu sábio conselho, e eles cortaram a cabeça de Seba, filho de Bicri, e a jogaram para Joabe. Ele tocou a trombeta, e seus homens se dispersaram, abandonaram o cerco da cidade e cada um voltou para sua casa. E Joabe voltou ao rei, em Jerusalém.   23Joabe comandava todo o exército de Israel; Benaia, filho de Joiada, comandava os queretitas e os peletitas;   24Adonirão[C] era chefe do trabalho forçado; Josafá, filho de Ailude, era arquivista real;   25Seva era secretário; Zadoque e Abiatar eram sacerdotes;   26e Ira, de Jair, era sacerdote de Davi.  
Can i read the Bible on my phone/tablet?
Selected Verses